13 abril 2021

Editorial: Por que paramos? (Número 3 ano XX)

EDITORIAL

Por que paramos?

     Muitos leitores atuais e antigos assinantes da Scarium Megazine veem fazendo esta pergunta.  Sim pertinentes da curiosidade.

      Um dos motivos principais foi pessoal, eu tive a necessidade de parar para realizar um novo projeto, não havia como levar duas ou três atividades ao mesmo tempo. Voltar aos bancos acadêmicos, dissertações, teses, artigos etc... Eu havia resolvido voltar para a universidade, além é claro, do convite a um novo emprego, um novo desafio.

     Um segundo motivo, desta vez mais técnico, que me fez repensar a revista no auge, sim, a Scarium tinha alcançado um número recorde de leitores -- a cada edição eles cresciam e desejavam edições antigas para completar a coleção --, foi o crescente número de publicações de antologias, surgiram na época várias editoras publicando escritores novos. Isso criava um desafio maior da concorrência pelos textos bons.  Os autores começaram a preferir estas publicações por causa da novidade e das melhores perspectivas que eram oferecidas. Era melhor parar no auge, do que descer a qualidade e os próprios leitores decidirem por isso.

     Qual o motivo da volta?  Essa resposta não darei neste editorial, pois ainda encaro como uma nova aventura, igualmente quando lancei a edição ZERO (experimental).  A princípio, a saber, uma questão de tempo de dedicação.

     Estou aguardando os velhos e novos autores para montarmos a edição 27.  Enquanto isso estou republicando on line antigos artigos e ensaios revisados que serviram de referência para teses e dissertações ao longo destes anos, assim como contos antigos e novos de diferentes vertentes da Literatura Fantástica. Já está republicado o antigo Catálogo de Ficção Científica: 1900 a 2002, não está atualizado, mas servirá de referência e consulta, caso alguém deseje dar continuidade ao trabalho.
:: Confira em https://www.scarium.com.br .

     Para terminar, segue uma novidade...  Estreou neste domingo a Coluna Ensaios de Literatura Especulativa do professor e pesquisador  Edgar Indalecio Smaniotto com o artigo: Quanta ciência deve ter uma história de ficção científica? Comentário a partir da resposta de Lewis a crítica de Haldane.  Não preciso nem comentar que vale apena dar uma passada por lá e conferir.  Se não me falha a memória, já está rolando um debate por lá.
:: https://www.scarium.com.br


31 março 2021

Editorial: Não é só uma revista (Número 2 - Ano XX)

EDITORIAL

Não é só uma revista


     Um gênero literário nunca dependeu tanto de uma mídia impressa ou virtual para se desenvolver, como é o caso da ficção científica. Nos Estados unidos as revistas Amazing Stories e Astounding, no início do século XX, formaram base para o aparecimento de escritores desse gênero, logo após a Era de Ouro da ficção científica estadunidense. Graças a estas revistas podemos ler Heinlein, Asimov, Dick, Bradbury entre outros.  Na Inglaterra, a revista britânica New Worlds cumpriu o mesmo papel, fazendo surgir Aldiss e Baillard.

    Ao contrário do Brasil, onde as tentativas de criar e sustentar revistas de ficção científica, fantasia e terror foram poucas e de curta duração, como foi o caso da Asimov Brasil, da Quark, entre outras. Nestas revistas fez surgir alguns escritores de ficção científica, fantasia e terror, que até hoje escrevem e lançam alguns livros individuais. Outros escritores proeminentes desapareceram em alguma nebulosa fantástica.

     A Scarium tem orgulho de ter publicado alguns destes escritores que hoje fazem sucesso —relativo dentro do nosso mercado editorial, mas no fim, de sucesso —, e esses outros que desapareceram.

     Lendo as atualizações, que aos poucos serão disponibilizadas para o público, em um projeto de republicação, encontramos uma história viva da ficção científica, fantasia e do terror. Em sua seção de contos, para citar apenas alguns, temos Maria Helena Bandeira, Aimberê Filho, Waldick Garret, Gerson Lodi-Ribeiro, Miguel Carqueija, Rogério Amaral, João Barreiros, Jorge Candeias, Josiel Vieira, John Dekowes, Ana Cristina Rodrigues, Gabriel Boz, Roberval Barcelos, André Carneiro, Luiz Calife, Martha Argel, Giulia Moon entre muitos outros que colaboraram com seus escritos.  Só visitando o nosso portal para conhecer:  https://www.scarium.com.br.

Mas a Scarium não é apenas de ficção, quem se aventurar pelas nossas páginas encontrará não apenas boas histórias, romances, novelas e poemas, como também poderá ler ensaios, artigos e resenhas, comentários, material informativo, avanço da ciência, notícias e lançamentos.

Também não é uma revista dedicada exclusivamente à literatura. Outras manifestações da arte, como ilustrações gráficas e quadrinhos. Há também astronomia, cosmologia, epistemologia, previsão, links para outras revistas, desenhos animados, filmes, vídeos, humor e algo mais.

Junte-se a nós, como leitores e colaboradores. Envie seu conto, artigo, desenho e qualquer experimento que esteja na gaveta...  "Vai que vira sucesso!"

Para enviar sua colaboração:

https://www.scarium.com.br/colaborar/

 

 

ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES:

:: Estamos abrindo submissão para a edição 27 da Scarium MegaZine – logo, logo farei um link exclusivo, mas quem desejar se adiantar é só colocar a observação que deseja exclusivamente participar da seletiva para a edição 27.  Ainda sem data de lançamento e sem o meio de publicação.

:: Confira a republicação da Edição n. 01 da Scarium Megazine
https://scarium.com.br

:: Siga a Scarium no twiter: https://twiter.com/scariummegazine

:: Colabore pelo PIX:  scarium@scarium.com.br  - Qualquer quantia R$ 5,00, R$ 10,00, R$ 20,00 ...

 

24 março 2021

Um Olá da Scarium. Retornando as atividades (Número 1 - Ano XX)




 
 
Uma boa notícia que estamos retornando as atividades do site da Scarium:  https://www.scarium.com.br

Estamos abertos para novas submissões e faço o convite a todos que desejam colaborar:
Contos,
Crônicas,
Novelas,
Resenhas,
Notícias,
Desenhos etc...

Em breve teremos novidades de uma nova edição em um novo formato e uma nova plataforma.  Acompanhem...

Um grande abraço,

Marco Bourguignon
editor/webmaster